create counter

 Procurando um hotel? Clique aqui, faça a sua reserva e apoie o Bailandesa.nl. 

Art Nouveau em Praga. Um roteiro de estilo e beleza

3

Praga e Art Nouveau são termos inseparáveis. A cidade que sobreviveu à tantas guerras políticas e religiosas, à ocupação nazista e aos austeros anos do comunismo, quase que por milagre, resplandece em beleza, arquitetura e romantismo. É uma elegante mistura de diversos estilos, mas é no Art Nouveau ou Art Deco que ela revela o melhor de si.

Art Nouveau em Praga © Bailandesa

Praça da Cidade Velha (Staroměstské náměstí)

Cheguei de trem à noite, vindo de Berlim e  já me deparei com um cenário de contos de fadas na Praça da Cidade Velha. A Igreja Týn mais parecia um castelo.

 Art Nouveau em Praga © Bailandesa

À luz do dia, depois de ver cada detalhe do famoso Relógio Astrológico da Prefeitura da Cidade velha, estendi meu olhar para o fantástico conjunto de monumentos ao redor.

Art Nouveau em Praga © Bailandesa

O rosado Palácio Kinsky, no estilo rococó, a casa da Ovelha de Pedra e outros edifícios revelavam vários elementos do estilo Art Noveau; as linhas sinuosas e cheias de graça e muitos elementos orgânicos como folhas, galhos, cachos de uva.

Art Nouveau em Praga © Bailandesa

No outro lado da praça, vi um grandioso monumento: o Jan Husmonument. A enorme imagem de bronze, impressiona pelo grandiosidade, comove e transmite o orgulho e respeito pelo mártir. Jan Hus lutava contra a opressão da Igreja Católica e terminou queimado vivo no século XV.

Art Nouveau em Praga © Bailandesa

 

O Bairro Judeu de Praga (Josefov)

Seguindo ao norte da Praça da Cidade Velha, em direção o Rio Vltava, cheguei no Bairro Judeu de Praga. Um desfile de fachadas suntuosas convivem com restaurantes modernos, e lojas estilosas; mas toda a beleza esconde uma comovente história.

Art Nouveau em Praga © Bailandesa

No século XIII, os judeus eram obrigados a morar apenas nessa área da cidade, e com o passar dos anos, o bairro foi se tornando cada vez mais super lotado. Um exemplo disso é o Velho Cemitério Judaico com as sepulturas coladas umas nas outras. Para ter uma completa visão a história dos judeus em Praga, visite o Museu Judaico e a Sinagoga Pinkas, vizinha ao cemitério.

Art Nouveau em Praga © Bailandesa

A situação dos judeus melhorou no século XVIII, no período do Josef II. Em sua homenagem o bairro passou a ser chamado Josefov.

Art Nouveau em Praga © Bailandesa

Tive o azar de pegar a Sinagoga Espanhola fechada – bom, mais um motivo para voltar à Praga. O importante é que, depois de uma bela caminhada, o meu apetite por Art Nouveau foi devidamente saciado. Seguindo as linhas suaves e curvas violentas das fachadas, portais e janelas, juntei o apetite por arquitetura com o fome física no Café Imperial. Se quiser andar menos, você pode almoçar no Lokàl, um típico restaurante Tcheco com um toque de modernidade.

Art Nouveau - Praga © Bailandesa

 

A Casa Municipal (Obecni Dum)

Esse era o antigo Palácio da Corte Real, entre 1383 e 1485. O prédio é um banquete para os amantes desse estilo de arquitetura. O maravilhoso mosaico “Homenagem à Praga” e a fascinante entrada, decorada com estátuas são impressionantes, mas quando você entra é que realmente tem a noção da beleza do edifício. A fachada estava em restauração para minha decepção.

Art Nouveau em Praga © Bailandesa

A decoração foi feita por importantes artistas tchecos, como o famoso Alfons Mucha que tem o museu especialmente dedicado a ele na cidade. Hoje o prédio funciona como uma casa multifuncional com restaurantes, sala de concerto (Smetana) e um café que é o estado da arte do Art Nouveau. Não deixe de visitá-lo. É deslumbrante. Móveis de mogno, lustres e luminarias estonteantes, papéis de parede; todos os detalhes fazem você viver o esplendor de Praga.

Art Nouveau - Praga © Bailandesa

Alfons Mucha, símbolo do Art Nouveau em Praga

Mucha é uma das razões de Praga ter-se transformado numa referência do Art Nouveau. Mucha, era uma das figuras mais proeminentes do movimento artístico e tem um museu dedicado a ele na cidade. Ele ficou conhecido pelo seu cartaz da peça Gismonda, com a atriz Sarah Bernhardt.

Art Nouveau em Praga © Bailandesa

O trabalho de Mucha marca o então novo estilo de arte, filosofia e arquitetura em Paris do século XIX. O estilo se expandiu para além do campos das artes; objetos cotidianos como uma maçaneta,podia se transformar numa líbelula, uma jóia, num pássaro e um vaso conter curvas e linhas inusitadas.

Art Nouveau em Praga © Bailandesa

Os Hotéis Europa e Central

Dois hotéis, dois ícones do Art Nouveau. Claro, que não deixaria de incluir esses dois magnifícos exemplos do estilo no meu tour. Os arquitetos do Art Nouveau usavam muito os hotéis para explorar as suas ideias.

Art Nouveau em Praga © Bailandesa

O Hotel Europa hoje abriga dois hotéis e o Central tem seu interior devastado. Olhando para o grandioso edifício, dá pra imaginar todo o glamour de Praga no início do Século XX.

Art Nouveau em Praga © Bailandesa

Esses são alguns dos inúmeros exemplos do Art Nouveu em Praga. Mas melhor do que se prender a uma rota, é deixar-se surpreender com detalhes cada janela, porta, fachada. A cada esquina, a cada detalhe, existe algo para se admirar. Abra os olhos e o espírito ao andar por essas ruas. Existe de um ar de sofisticação, romantismo e de beleza por todos os lados.

Você já foi a Praga? Adoraria saber  sobre a sua experiência na cidade. Conta pra gente!

Informações práticas

Como chegar

A viagem de trem de Berlim à Praga é muito agradável e é uma rota cênica. Dura cerca de 4 horas e meia no trem de alta velocidade. Você pode também ir de avião. O transporte até o centro pode ser de ônibus e dura cerca de 25 a 40 minutos, dependendo do seu destino na cidade.

Transporte público

A cidade tem um sistema de transporte público eficiente com 3 linhas de metrô e ônibus e bondes. Como gosto de andar, quase não usei.

Moeda

É bom lembrar que a moeda não é o Euro e sim a Coroa Tcheca. Para trocar o seu dinheiro, procure um caixa automático num lugar seguro ou uma casa de câmbio confiável. Não custa ser um pouco prevenido(a). Alguns restaurantes aceitam Euros e os cartões de crédito, mas é sempre mais fácil pagar em dinheiro.

Língua

O meu guia dizia que quase ninguém falava inglês em Praga. Para a minha surpresa, em quase todos os lugares não tive o menor problema de comunicação.

Share.

3 Comentários

Leave A Reply