create counter

Vesterbro. O bairro mais hip de Copenhagen

2

Copenhagen é cosmopolita, artística, inovadora e mais do que tudo, surpreendente. A minha ideia da fria Escandinávia derreteu ao chegar na capital dinamarquesa. Compacta, a cidade é perfeita para ser explorada a pé. Há espaço para o contemporâneo, o clássico, para o novo e para a tradição e tudo parece se equilibrar perfeitamente; como numa peça de design escandinavo.

Copenhagen ©Bailandesa.nl

Depois de conhecer as atrações mais óbvias como a estátua da Pequena Sereia e o  animado porto, queria conhecer a Copenhagen dos locais. Onde as coisas acontecem e onde pessoas mais interessantes vão? Não foi difícil descobrir que o meu destino era Vesterbro.

Copenhagen ©Bailandesa.nl

Como chegar em Versterbro

Partindo a pé da Estação Central, após alguns minutos, tive certeza que estava no caminho certo. Os sinais do passado transgressor do bairro saltitavam nas vitrines e em algumas bocas vermelhas e saltos altos que passavam por mim. Para surpresa dos muitos que, quando o assunto é a indústria do sexo, pensam logo na Holanda, a Dinamarca foi o primeiro país a legalizar a pornografia em 1969. A proximidade da estação central fez desse trecho da Istegade quase um pit-sexy-stop. Alguns hotéis baratos, sex-shops e profissionais do sexo resistem e ainda mantêm-se na ativa.

Vesterbro - Copenhagen © Bailandesa.nl

Ao cruzar a fronteira invísivel da rua, vejo que o lado kinky do bairro convive pacificamente com cafés alternativos, lojas vintage, ateliês, lojas de vinil e grafites. Essa coexistência torna a área ainda mais diversa.

Vesterbro - Copenhagen © Bailandesa.nl

Você não vai encontrar nenhum grande monumento aqui. A  maior atração são os transeuntes, o passar das bicicletas, as vitrines, as cores das frutas e flores. O próprio cotidiano e a atmosfera do bairro fazem do seu passeio uma experiência.

Vesterbro - Copenhagen © Bailandesa.nl

Kødbyen. O distrito da carne e da arte

No passado essa era um área destinada ao abate do gado. Numa tentativa de controlar a cólera, no final do século XIX, foi criado um lugar específico para os abatedouros e, de uma forma natural, muitos açougues se instalaram na área.  A partir dos anos 2000, os matadouros e açougues deram lugar aos profissionais de comunicação, designers, músicos, artistas e hoje o Distrito da carne está repleto de galerias, restaurantes, casas noturnas e espaçosos lofts.

Vesterbro - Copenhagen © Bailandesa.nl

Não fiquei para a balada, mas almocei no BioMio,uma restaurante biológico, cujo prédio já foi depósito da Bosch. Aliás, o luminoso é a melhor referência de localização do restaurante. Explorando um pouco mais e conversando com locais, descobri nos lugares mais inesperados e os endereços mais cobiçados. Veja a lista no final do artigo

Vesterbro - Copenhagen © Bailandesa.nl

Værnedamsvej. O “Estômago” de Copenhagen

O trecho entre Vesterbrogade/Frederiksberg Allé até o cruzamento com a Gammel Kongevej era chamado o estômago de Copenhagen. Açougues e queijarias dominavam o pedaço. Hoje esses estabelecimentos foram substituídos por restaurantes sofisticados, lojas de jovens designers, boutiques de pães com ares franceses, irresistíveis delicatessens e adegas. Seguindo o meu faro gourmet (e frequentemente gourmand) dei uma paradinha no Granola para a sobremesa.

 

Lista de endereços

Granola: famoso pelo seu brunch, o Granola é um café lounge que atrai visitantes pelo charme francês, o terraço ao fundo e os seus sorvetes e milk-shakes. (Værnedamsvej 5, 1819 Frederiksberg C)

Juul’s Vin og Spiritus: loja de bebidas de nível internacional com uma extensa variedade de whiskeys e vinhos. (Værnedamsvej 15, 1819 Frederiksberg)

Kaffee & Vinnyl: Minimalista ao ponto de não ter banheiro, esse café cumpre o que promete: ótimo café e trilha sonora. (Skydebanegade 4, 1709)

Bang & Jensen: um café/bar repleto de máquinas de pinballs e mesas de totó.O público jovem vai lá especialmente para o café da manhã servido durante todo o dia e os coquetéis à noite. (Istedgade, 130; bangogjensen.dk)

Designer Zoo:  Oito designers instalaram seus studios no espaço em forma de choriça Aqui você vai encontrar exclusivas jóias, arte em vidro, cerâmicas, dentre outros. (Vesterbrogade, 137; dzoo.dk)

Art Rebels: Moda, arte e música. Se você se descuidar, nem vai notar essa loja de jovens e criativos designers. (Flaesketorvet, 17-19; artrebels.com)

Bo Bjerggaard: International modern art gallery, specialising in European art, photography and video installations. (Flaesketorvet 85A ; bjerggaard.com)

Bio Mio: Esse testei e amei o omelete. O espaçoso restaurante biológico, além de um menu atraente, que informa quão saudável o prato é.  Restaurante biológico. (Halmtorvet 19; biomio.dk.)

Karriere: Os coquetéis, feitos com ingredientes da estação, prometem fazer você e a decoração é um detalhe a parte. Nada está lá por acaso. (Flaesketorvet 57-67; karrierebar.com)

Share.

About Author

2 Comentários

  1. Boa tarde.
    Será que você poderia me ajudar??
    Há algum tempo, li vários posts do seu blog… Li também alguns outros blogs de brasileiros que moram (ou já moraram) na Holanda.

    Estou procurando um blog de uma brasileira que se casou com um Holandês. Da última vez que li o blog dela, ela não morava em Amsterdam. Morava em alguma cidade próxima de Amsterdam e que podia se chegar de trem. Eu acho que era Utrecht, mas não tenho certeza.

    Na verdade, estava conversando com colegas do trabalho e estávamos falando sobre o uso da água. Me lembrei de um post que li no blog desta pessoa, em que ela tinha inclusive um vídeo onde mostrava o marido lavando louça… Gostaria de localizar este post e este video.

    Acho que ela era carioca e jornalista. Dos posts que eu li, alguns falavam muito dos cursos de holandês que ela fazia, de algumas dificuldades ou surpresas com o desempenho no aprendizado da língua holandesa.

    Se você puder ajudar, fico grato.

    Obrigadoooo!!!!

Leave A Reply