create counter

Mayra Avellar. Um brasileira premiada na Holanda

9

Mayra Avellar Neves, de 17 anos, que mora no Rio de Janeiro recebeu o prêmio Kindervredesprijs (Prêmio Infantil da Paz) das mãos do bispo Desmond Tutu no Ridderzal em Haia.  Esse é um prêmio anual concedido desde 2005 à crianças e adolescentes com feitos extraórdinários pela paz e direitos das crianças.

A lutadora da Vila Cruzeiro

Mayra mora na Vila Cruzeiro e faz um trabalho na comunidade contra a violência.  Ela conseguiu, por exemplo, que a polícia parasse de  fazer operações na favela durante o horário de funcionamento das escolas. Apesar de não ver destaque na mídia brasileira, o prêmio lhe rendeu uma matéria de 5 minutos na televisão holandesa. (o último video da página).

Mayra Avelar - Holanda - Kindervredeprijs

Uma coisa que sempre me encanta quando encontro: a paixão. O ardor de fazer coisas, de ver resultados e de transformar idéias e sentimentos em algo concreto. Atitude. Isso é o que diferencia pessoas e pessoas com feitos extraordinários.

Sempre me pergunto: o que faz com que alguém realmente acredite que aquela idéia impossível de ser realizada, vai dar certo? Que tipo de combustível usam essas pessoas? O que elas comem no café da manhã? Tomam vitaminas especiais que as fazem ver a vida e os desafios que ela oferece de uma forma diferente de outros que sentam no sofá e desistem quando sentem o cheiro do primeiro obstáculo? A verdade é que se olharmos com mais cuidado para o nosso umbigo e a nossa história, vemos que somos mais produtivos e criativos quando a vida é menos generosa. Pelo menos comigo, funciona assim.

Não é à toa que sempre nos identificamos com a pureza e esforço dos iniciantes, a febre dos idealistas e o ardor dos apaixonados. Ao perder essas qualidades, líderes caem,  amores morrem e empreendimentos caem no marasmo da zona confortável. Sendo assim, abraço as palavras de Adriana Calcanhoto:

“Eu gosto dos que têm fome

Dos que morrem de vontade

Dos que secam de desejo

Dos que ardem.. “

Mantenham-se famintos!

 Imagem: NOS.nl

Share.

9 Comentários

  1. Gosto muito dessa frase: “Não é à toa que sempre nos identificamos com a pureza e esforço dos iniciantes, a febre dos idealistas e o ardor dos apaixonados.” Gosto muito!
    já dizia um amigo Americano: “you gotta be hungry!”

  2. Amei esse seu post, Tita.
    Eu que trabalho em saúde pública sei o quanto é difícil realizr alguma coisa para mudar a realidade de milhares de pessos que contam apenas com o SUS para o seu atendimento. A força dessas pessoas nos dá luz e coragem!

  3. Mayra,
    Obrigada pela sua visita e comentário. Fico feliz que tenha gostado. A imagem que tenho de você e quero divulgar é de uma lutadora, de alguém apaixonado pela causa.

    Mais uma vez obrigada, volte sempre e continue o seu caminho de luta e sucesso.

  4. Olá, Bailandesa. Aqui é a Mayra, ganhadora do prêmio.
    Tenho procurado na internet matérias sobre a entrega do prêmio e pouca coisa tenho achado em português.
    Fico feliz, por exemplo, em ver os seus marcadores. A maioria dos marcadores que encontro am matérias relacionadas a mim é: droga, violência etc.
    É péssimo ter uma imagem vinculada a droga, a violência. É justamente essa a imagem que eu luto pra desvincular.

    Enfim, parabéns pelo seu blog. Muito bacana.

    Abraços, Mayra!

  5. Clarissa,
    Você conseguiu me deixar emocionada (e com os olhos cheios dágua) nessa manhã de quarta feira, ensolarada e fria. Eu tinha perdido a reportagem da Mayra na televisão e o link que você mandou sobre o discurso, eu não tinha conseguido abrir no meu email. Enfim, depois de ver essas lindas imagens e ler o seu texto encantador, meu dia começou mais confiante e meu coração mais esperançoso de que cedo ou tarde, os pontos se interligam e a gente compreende o sentido de tudo.
    Beijos da amiga,
    Fe.

Leave A Reply