create counter

Suíça. Museu Einstein. Ciência, amor e desilusão em Berna.

6

A imagem que tinha de Berna era a dos textos de Clarice Lispector: uma cidade  silenciosa, fria, solitária e chata. A Berna que encontrei foi ensolarada e vibrante. Gente jovem  exibindo sorrisos e óculos de verão se esparramando pelos parques e o vai-e-vem de turistas apressados e encantados.

Berna, Suíça

A cidade me tocou por diversas razões: o esplendoroso relógio astrológico, as ruas e as suas fontes, as belas construções. Mas  ficou  mais forte como lembrança foi o Museu de Einstein, parte do Museu Histórico de Berna. Não fui à casa onde ele morou, mas ao museu que mostra a sua vida e obra. E, graças a uma ótima guia, vivi instensamente a visita.

Relógio de Berna, Suíça

Einstein e Berna

O que hoje é uma parte permanente do Museu histórico, foi uma vasta exposição montada em 2005. O acervo repleto de documentos, videos  e fotos originais traça um completo perfil do homem e do cientista.

Einsten Museu, Berna, Suíça

Einstein nasceu em Ulm na Alemanha, mas a capital Suíça está intimamente relacionada com a sua vida. Einstein vivia em Berna quando criou a Teoria da Relatividade, obra que o lançou como superstar da ciência; com direito à carreatas pelas ruas de várias cidade do mundo.

Einstein Museu, Berna, Suíça

Ele morou em Berna, de fevereiro de 1902 a outubro de 1909.  Lá viveu com a sua primeira mulher , onde nasceu o seu primeiro filho. O apartamento hoje cirou um museum (A casa de  Einstein) e está aberto à visitas. Mas a história doc asal merece mais detalhes e essa foi uma das partes do museu que mais me surpreendeu e  provocou.

História de amor e desilusão

Enquanto passávamos pelas diversas fotos e videos, a competente guia nos emaranhava na  infância de Einstein, nas suas dificuldades de adaptação na escola, nos seus estudos em casa, até chegarmos na Escola Politécnica, quando ele encontra a sua primeira paixão: a colega húngara, Mileva Marik, primeira mulher a estudar matemática e física na Europa.

Einstein Museum, Berna Suíça

Me envolvi com a história de amor e sofri ao saber da primeira filha do casal, que, ilegítima, supostamente foi entregue para adoção. A gravidez  talvez tenha sido o grande motivo de Mileva não ter conseguido ir adiante com a sua carreira.  Eles se casaram, nasceram dois filhos e parece que tiveram seus anos felizes, mas, segundo a nossa guia, a frustação de Mileva teria sido um dos grandes motivos da relação não ter dado certo.

Existem também rumores que ela talvez tenha contribuído para a Teoria da Relatividade, mas não existe nada comprovado. Na verdade o  pivô da história da separação foi a prima  e futura segunda esposa de Einstein, Elsa Lowental. Sem falar na mudança de Einstein para Berlim, o que desagradou e muito Mileva.

Einstein Museum, Berna, Suíça

 

E=mc2 e o Nazismo

Depois de odiar Einstein por alguns momentos, me recuperei ao reverenciar toda a sua genialidade com a Teoria da Relatividade. Muito bem explicada, com diversos recursos visuais. Mas posso afirmar que o seu drama pessoal, ou o drama de Mileva continuava na minha cabeça.

Temendo o Nazismo, Einsten muda-se para a América em 1933. O museu também explora o assunto, mostrando as críticas feitas ao cientista e as formas de discriminação sofridas pelos judeus.

Einsten Museum, Berna, Suíça

Em 1936, Elsa morre e em 39 a  2a Guerra estoura. O temor pela possibilidade dos alemães possuírem uma bomba atômica o leva a escrever uma carta ao Presidente Roosevelt e el revela ao mundo o seu “arrependimento” ou preocupação.

Einstein Museum, Berna Suíça

Mileva morreu em 1939. Einstein, em 1955. Em 1940 adquiriu nacionalidade americana, mas sempre manteve a sua nacionalidade Suíça.

Endereço

Historisches Museum Bern

Einstein Museum
Helvetiaplatz 5
CH-3005 Bern
Phone +41 31 350 77 11
Fax +41 31 350 77 99
info@bhm.ch

Horário: Ter–Dom 10:oo – 17:00h

Preço: 18 Francos suíços para adultos

Share.

About Author

6 Comentários

    • Olha, achoq ue boa parte da boa experiência que tive se deve à ótima guia, mas achei interessante por envolver também o lado pessoal de Einstein. Vale a visita. Ah, e obrigada pela sua visita!

  1. Ana Cláudia on

    O interessante é que vemos o “homem”, com todas as suas imperfeições. e não apenas o cientista com a sua genialidade.
    Linda estória…

  2. O museu de Einstein em Berna, impressionou-me pela opulência e uma grande gama de informações sobre a vida desse gênio incomparável.

    • Sim, Cecília. Realmente eles reuniram uma enorme quantidade de informações. Dei sorte de ter uma excelente guia durante a minha visita.
      Volte sempre!

  3. Olá

    Obrigada pela explicação. Você sabe se eles têm áudio guia e. Português ou explicações impressas no nosso idioma?
    Muito obrigada

Leave A Reply