create counter

Blogagem Coletiva: meus 7 links (Retrospectiva Bailandesa 2011)

4

Chego atrasada na blogagem coletiva iniciada pela Claudia do Aprendiz de Viajante. Muitos blogueiros já publicaram os seus 7 links e já convidaram outros para participar. Fui convidada pelo  Ducs Amsterdam e A Viagem Certa e agradeço o convite. Não foi tarefa fácil, tentei ao máximo manter artigos que foram escritos em 2011, mas abri algumas exceções.

2011 foi um ano em que viajei muito e paradoxalmente tive pouco tempo para me dedicar ao blog. Na medida do possível, ao longo do ano,  fui deixando as minha impressões, dicas, frustrações e histórias. Epa, mas o ano ainda não terminou! Então vamos logo ao que interessa. Apresento a vocês a retrospectiva do Bailandesa em 2011.

1. Artigo mais Bonito: Momento mágico a caminho de Pamukkale

Leia o texto completo: https://www.bailandesa.nl/blog/3447/momento-magico-a-caminho-de-pamukkale/

Esse não é um texto cheio de dicas para viajantes, mas considero um dos momentos mais bonitos que já vivi. O encontro com catadores de algodão na Turquia foi cheio de verdade e sorrisos. Um instante precioso e genuíno que todo viajante que preza pela autenticidade sonha em ter. Rendeu boas lembranças e lindas fotos.

Turquia - Pamukkale

“ De início tímidos, nos escondíamos atrás das lentes zoom. Até que pessoas com sorrisos da cor do algodão nos alcançaram e nos convidaram para fazermos fotos deles. Em nenhuma viagem, me senti tão bem recebida e tão bem-vinda. As línguas não se entendiam, mas olhos, sorrisos e gestos falavam tudo. O resultado está nas fotos. Nós, felizes por termos um momento tão genuíno e eles, por terem um instante de brilho na dura rotina.”

 

2. Artigo mais Popular: Frustações em duas rodas

Leia o texto completo: https://www.bailandesa.nl/blog/1461/frustacoes/


Apesar de escrito em 2009, ele foi republicado em 2011 na restrospectiva do Bailandesa 5 anos. Essa foi um forma de divertida de expressar a minha inabilidade ciclística e mostrar como os holandeses fazem das bicicletas um extensão do seu corpo. A verdade é que caiu no gosto do povo e recebi muitas reações positivas.

Bicicleta Holanda

“Pois é,  os desafios da vida de imigrante são intermináveis e a gente tem que manter literalmente o equilíbrio e não perder o rebolado, mesmo que seja em duas rodas”

3. Artigo que gerou mais discussão/controvérsia: Jantando fora na Holanda. O que esperar?

Leia o texto completo: https://www.bailandesa.nl/blog/4182/jantando-fora-na-holanda-o-que-esperar-do-atendimento/

Não é o artigo que mais gerou polêmica até hoje, mas foi o mais gerou discussão nesse ano. Além de comentários, recebi emails concordando, discordando e compartilhando opiniões e experiências.

Através do assunto atendimento, fiz uma restrospectiva das minhas observações sobre o comportamento holandês diante do papel de servir e a relação com a comida.  O artigo tem links para diversos outros posts e foi interessante rever como as minhas descobertas foram construindo o texto.

Kafe Belgie -  Utrecht - Holanda

“Hospitalidade requer generosidade e despreendimento. É o puro e simples prazer em servir bem. Seriam essas características fáceis de encontrar na sociedade holandesa? Pensando nisso, lembrei como estranhei a atitude dos holandeses em relação à divisão da comida.”

 

4. Artigo que ajudou/ajuda mais gente: 10 dicas de como viajar de trem na Europa


Leia o texto completo: https://www.bailandesa.nl/blog/4140/trem-europa/

Este foi o ano que mais viajei na minha vida. Grande parte foi feita de trem. Resolvi reunir algumas dicas e aprendizados que poderiam ajudar pessoas que realizam o sonho de viajar de trem pela Europa. Pelos comentários e emails recebido, vejo que realmente ajudou.

Trem na Europa

“Ao viajar de trem, a sua mala será como um bichinho de estimação andará semrpe grudadinha com você. Você decide se que arrastar um mini-poodle ou dinamarquês. Aqui a mala vale cada quilo que pesa.”

 

5. Artigo que o sucesso te surpreendeu:  Fale com estranhos


Leia o texto completo: https://www.bailandesa.nl/blog/2402/fale-com-estranhos/

Esse foi um encontro que me emocionou e senti vontade de contar a história. Mas nunca esperei que tivesse tanta repercussão. Quem leu se emocionou e até hoje essa história rende. Adoro quando simples fatos do cotidiano rendem boas histórias. Esse não foi escrito em 2011, mas merece ser listado na galeria dos melhores.

 

Fale com estranhos

“A conversa fluía e aquele brilho que acontece quando se descobre uma nova amizade cintilava nos olhos de todos.  Até que chegamos na encruzilhada da intimidade. Essa fronteira que muitas vezes é mais facilmente atravessada por um estranho do que por um conhecido.”

 

 

6. Artigo que não recebeu a atenção que deveria: Doação de órgãos. Como funciona na Holanda?


Leia o texto completo: https://www.bailandesa.nl/blog/2827/doacao/

Depois de anos querendo ser doadora no Brasil, só confirmei o meu desejo na Holanda. O Governo fez uma campanha e aderi. A ideai era explicar como funciona o sistema na Holanda Gostaria que o texto tivesse atingido mais pessoas que moram por aqui e eles também se registrassem como  doadores.

Doação de órgãos - Diego de Luna

 “Como cidadã, preferiria correr o risco de salvar uma vida sem ter dado consentimento, tendo a chance de dizer não ainda em vida.”

 

7. Artigo que você tem mais orgulho: 2010. Você já foi tarde

Leia o artigo completo: https://www.bailandesa.nl/blog/2777/especial-2010-voce-ja-foi-tarde/

2010 foi um ano de perdas. Perdi meu pai e a inspiração e ânimo para escrever no blog por um longo período. Viivi o pesadelo de todo expatriado. Ter alguém que você ama gravemente doente e distante. Mas também sou grata por ter tido a sorte de poder estar com ele nas últimas semanas de vida e de me despedir.

No início de 2011, escrevi um texto em homenagem a ele. O artigo poderia bem estar entre o mais popular ou o mais bonito, mas escolhi entre os que tenho mais orgulho. Tenho orgulho por ter conseguido expressar o que sentia, o meu agradecimento por ter o pai que tive e compartilhar o que sentia com os leitores do Bailandesa.

Pai-filha

“Como celebrar um ano que levou quem me ensinou a caminhar e, ao mesmo tempo, teve a paciência de, na praia, me segurar no colo porque não suportava o contato da areia fina nos meus pés. Acho que foi aí que comecei a aprender a sonhar. Se não queria pisar no chão, ele me provava que era possível flutuar.”

 

Como ano está quase no fim e meio que cheguei tarde para participar da blogagem coletiva, fica difícil selecionar novos blogs para participar.

Só desejo um grande 2012 para todos e que espero que tenham se emocionado e divertido com o Bailandesa no ano que passou.

Share.

4 Comentários

  1. Quando tempo eu não apareço aquiné?(se é que você ainda se lembra de mim… hihihih)
    FELIZ 2011 e ótimo rever seus links, agora tenho oportunidade facil de ler tudo que perdi!!!

    Beijooooos

  2. Ana Cláudia on

    Mana,
    Me emociono repetidas vezes lendo os seus posts sempre tão inspirados.
    Muitas saudades de você e Ron!
    Breve estaremos juntos novamente.
    Bjo e um 2012 iluminado.

Leave A Reply