create counter

Cumprimentos na Holanda. Um verdadeiro aperto.

8

Ontem saí com o pessoal do trabalho. Eram várias nacionalidades e, quando o assunto é cumprimento, cada uma tinha a sua preferência e idiossincrasia . A holandesa recebe beijosAperto de Mão sem problemas, a espanhola também, a canadense beija com hesitação, a dinamarquesa prefere um abraço, a escocesa também evita o excesso de beijos holandeses e por aí vai.

Comentei o quanto acho complicada essa história de aperto de mão. No Brasil, todo mundo se beija e tudo fica mais simples. O máximo que pode acontecer é uma discordância em relação à quantidade. E claro, não precisa deixar vestígios na bochecha de ninguém. Sem comentários.

Depois de ter deixado um rastro de pessoas constrangidas aqui na Disney do Queijo ao tascar beijos indesejados, comecei a estudar o tal aperto de mão pra ver se não erro mais. Vejam o que aprendi:

  • Mingau: aquele aperto de mão molenga, sem firmeza. Parece que a mão da pessoa vai escorregar entre os seus dedos. Tem-se a impressão de a pessoa não quer apertar a sua mão.
  • Liquidificador: ele não apenas cumprimenta, mas espreme a sua mão e te sacode o corpo inteiro.
  • Papagaio de Pirata: Aquele que coloca a mãozinha no ombro. Quase parecendo um golpe de judô. Vem também na versão tapinha nas costas.
  • Guloso: o cara não se contenta com apenas uma mão. Já vem com duas mãos e a sua desaparece num grande buraco negro. Deve ser reservado para mais íntimos.
  • Coladinho: Ele se aproxima tanto para te cumprimentar que mais parece um prenúncio de beijo ou abraço.
  • Suado: o cumprimento vem molhado. Denota nervosismo e pode ser bem desconfortável. Solução: seque as mãos antes.

Então, vejam como o negócio é complicado. Você deve ser firme, mas não um alicate. Também não pode ser molenga. Nem muito longe, nem muito perto. Com balanço, mas sem chacoalhar a criatura. Tudo isso deve ser acompanhado de um olhar direto nos olhos, mas não precisa ser aquele olhar 43. Ah, não esqueça do sorriso, que deve ser simpático e sincero. Simples, não?!

Depois de aprender tudo isso, ainda tem mais uma complicação. Quem você aperta a mão e quem você beija. A regra é: não tem intimidade, aperto de mão. Mas, muitas vezes na mesma noite, o cumprimento de chegada é um aperto de mão e na saída, o beijo já é permitido. É mole?

Atenção em dobro para entrevistas de emprego. Um aperto de mão errado pode derrubar muitos currículos brilhantes.

Espero que ao compartilhar as minhas observações, possa ter trazido algo de relevante ou divertido para o seu dia-a-dia. Ah, contribuições ao meu estudo sócio-cultural do protocolo de cumprimentos na Holanda são sempre bem-vindas!

Inté povo, fui.

Imagem: orphanarmy.com

Share.

8 Comentários

  1. Oi Clarissa tudo bem?
    Também sou baiana (achei o nome do seu site/perfis muito criativo!!) e estou planejando ir morar na Holanda ano que vem.. Gostaria de saber se podemos nos comunicar (via e-mail, tt, como preferir) para você me dar algumas dicas e tentar ajudar com alguns questionamentos… CLARO, se você tiver tempo para isso!!!! Não espero respostas rápidas ou que eu te incomode com 10 emails por dia!! Não é isso…. Mas saber que temos outros brasileiros realizando o sonho que temos é muito gratificante e nos dá mais forças e confiança para tentar!!!!!!
    Obrigada por pelo menos ler esse comentário! rsss…

    beijos!!!! 🙂

    PS: muitoooooo bacana o site, o insta… já estou seguindo todos os perfis de RS! 😉

  2. Ora, o gesto de cumprimentar ou o de saudar pessoas, nunca é bom tomar a inciativa quando você é um visitante, deixe que as pessoas locais ou a anfitriã, tomar a inciativa de vir em tua direção para esta fim.

    Exceto se você for uma celebridade que irá discursar, claro. É somente neste caso, que a pessoa quem chega, dá um cumprimento à todos os presentes. Ou quando vai entrando sem cerimônia na casa de algum amigo muito chegado (não recomendo, mesmo)… tascando um ecoante Olááá… só para não pegar ninguém de cuecas… Mas pior que isto, é invadir a casa da sogra e, sem mais e nem menos, sair beijando todos os convidados dela…Putz daí estará comprando encrenca da grossa. kkkk

    Quanto a beijos e apertos de mãos, é bom observar com antecedência os costumes dos demais ou sempre deixá-los fazerem primeiro. Nunca tome qualquer inciativa num lugar estranho. Acho que é sempre preferível entrar e sair de algum lugar sem ser notado, do que ser motivo de gafes.

  3. hahah sensacional esse texto! Tivemos uma festa do escritorio semana passada, e tbm passei pela mesma situacao. O pessoal do departamento foi com os 3 beijinhos, o presidente e esposa com aperto de mao. Normalmente sempre chego dando a mao (a nao ser que seja amigo), e se a pessoa quiser dar beijinho, que tome a iniciativa. Mas as vezes escapa. Na festa beijei a mulher do chefe e depois me arrependi…

Leave A Reply