create counter

 Procurando um hotel? Clique aqui, faça a sua reserva e apoie o Bailandesa.nl. 

Mercado de queijos de Alkmaar. Vale a pena visitar?

6

O mercado de queijos de Alkmaar é uma das atrações turísticas mais visitadas da Holanda. Mas sabe que eu, com 7 anos de Disney do Queijo, nunca tinha colocado os meus pezinhos bailandeses lá? Com a visita da família nessa primavera, resolvi distorcer o nariz para a obviedade do programa e  fui lá conferir.

Mercado de Queijos de Alkmaar - Holanda - © Ron Beenen - Bailandesa.nl

É muito turístico?

Sim, é um programa extremamente turístico. Essa era uma das razões que me faziam pensar duas ou três vezes antes de ir lá. O queijo é um maiores dos símbolos da cultura holandesa e o mercado de queijo é um palco montado para celebrar o maravilhoso e calórico ouro batavo. Para você ter uma ideia, a apresentação é feita em diversos idiomas para atender à demanda dos curiosos turistas

Mercado de Queijos de Alkmaar - Holanda - © Ron Beenen - Bailandesa.nl

Muito cheio

Se você ler os comentários e opiniões sobre mercado de queijos de Alkmaar, notará que muitos reclamam que está sempre muito cheio e que não dá pra ver nada. E é verdade. É preciso escolher bem a época, o horário e ser paciente. No final do artigo, dou algumas dicas de como aproveitar melhor a visita.

Mercado de Queijos de Alkmaar - Holanda - © Ron Beenen - Bailandesa.nl

Mas o que acontece no mercado de queijos de Alkmaar?

Quando o sino toca às 10 da manhã, entre  abril a setembro, o mercado de queijo é aberto na Waagplein (Praça da Pesagem). Mas o trabalho começa muito antes. Às sete da manhã os “Kaaszetters”, ou repositores de queijo, já prepararam todo o cenário com longas fileiras de queijo que tingem a praça de amarelo.

Mercado de Queijos de Alkmaar - Holanda - © Ron Beenen - Bailandesa.nl

Antes de começar, o “Kaasvader” (Pai do queijo) já teve o seu dedinho de prosa com os carregadores e botou a ordem em casa. Ele é o mais experiente e líder das 4 companhias de queijo, distintas pelas diferentes cores dos chapéus. O Kaasvader usa o chapéu com a fita laranja. Mas ninguém compra sem provar não é mesmo? Aí entram em ação os “Keursmeesters”, eles provam e aprovam (ou não) os queijos.

Mercado de Queijos de Alkmaar - Holanda - © Ron Beenen - Bailandesa.nl

Se o queijo está aprovado, como bons holandeses, eles vão negociar o preço. A negociação acontece com um batendo a mão na do outro e gritando o preço. Quando os “handelaren” chegam num acordo, uma palma final fecha o negócio.

Mercado de Queijos de Alkmaar - Holanda - © Ron Beenen - Bailandesa.nl

Com o preço do quilo confirmado, está na hora de pesar. Os carregadores trazem queijo e o “Tasman”, com a sua sacola pendurada na cintura, pesa o queijo. O mestre da balança supervisiona a pesagem e garante a exatidão.

Mercado de Queijos de Alkmaar - Holanda - © Ron Beenen - Bailandesa.nl

Depois de devidamente pesado, o queijo é levado pelos saltitantes carregadores para os caminhões do comprado.

Mercado de Queijos de Alkmaar - Holanda - © Ron Beenen - Bailandesa.nl

O passinho elegante nada mais é do que uma forma de tornar o duro trabalho mais fácil.

Mercado de Queijos de Alkmaar - Holanda - © Ron Beenen - Bailandesa.nl

Enquanto tudo isso acontece, as mocinhas em trajes tradicionais, as “kaasmeisjes” promovem e vendem os queijos.

Mercado de Queijos de Alkmaar - Holanda - © Ron Beenen - Bailandesa.nl

Quando tudo é encerrado os “ingooiers” carregam o que restou de volta. Como se as cortinas do palco se fechassem, volta o movimento habitual do cafés e restaurantes, com suas mesas e cadeiras. Esta é a hora de começar a aproveitar o centro histórico de Alkmaar.

De pai pra filho

Pude conferir de perto a tradição dos carregadores de queijo, passada de pai para filho.  O senhor na foto abaixo nos explicou com orgulho que já tem 40 anos de profissão e que já conheceu diversos países como Japão e Canadá. Agora o seu filho vai assumir o seu lugar.

Mercado de Queijos de Alkmaar - Holanda - © Ron Beenen - Bailandesa.nl

 A associação dos carregadores de queijo de Alkmaar, formada pelo “kaasvader” e 30 homens,  foi fundada no século XVII e as regras e costumes mantêm-se até hoje.  Xingar, por exemplo é proibido e quem chega atrasado no mercado, paga uma multa. Parte valor arrecadado vai para uma escola na pequena cidade de Alkmaar no Suriname.

Vale a pena?

Sim, mas tudo depende da sua expectativa. Se você for ciente de que vai haver muita gente, que, apesar de manter as mesmas tradições, é um espetáculo montado para o entretenimento, vale a pena. Para aproveitar bem o seu dia, confira essa dicas:

  • Uma opção para fugir da multidão e ter uma bela vista do que acontece é visitar o Museu do Queijo e acompanhar pela janela. Mas você não vai conseguir ouvir a apresentação e não vai entender o que está acontecendo.

  • Chegue bem cedo, acompanhe a arrumação dos queijos e garanta um bom lugar ou chegue tarde, quando as pessoas já estão saindo e encontre um lugarzinho para assistir.

  • Seja paciente. `As vezes é só esperar um pouco e as pessoas vão saindo da sua frente e você consegue ver e tirar as suas fotos.

  • Comprar ou não comprar queijos lá? Por sem muito turístico, acredito que você pode encontrar excelentes queijos artesanais em outros mercados de rua na Holanda por um preço mais em conta.

  • Em julho e agosto, existe um tour guiado especial para crianças. Mais informações e reservas: 072-5114284 of via info@vvvalkmaar.nl

Como chegar

  • A cada 15 minutos sai um trem da estação central de Amsterdam para Alkmaar.
  • Se for de carro, o melhor é estacionar em um dos estacionamentos nos arredores do centro. Evite entrar de carro no centro da cidade. Só pra chegar no estacionamento, já encaramos um engarrafamento considerável.

E você, já foi ao mercado de queijos em Alkmaar? Gostou, não gostou? Conte pra gente com foi a sua experiência

Se você gostou desse artigo. Acho que também vai gostar de ler esses:

Galeria

Share.

6 Comentários

  1. Que legal a sua explicação..Eu fui num dia que o Imre tinha que trabalhar lá e eu ainda não morava aqui..achei legal, mas não entendi mt coisa..agora entendi o pq da corridinha =)

  2. Oi querida, tudo bem?
    Adorei seu post sobre essa feira de queijos, pois eu também não sou muito fã de lugar extremamente turístico…
    Como eu e meu marido vamos visitar a Holanda no início do ano que vem, gostaria de saber se vc indica alguma outra feira ou mercado onde seja possível ter um contato maios com queijos e comprá-los…

    Obrigada, bjs.

Leave A Reply